The way everyone can enjoy it!

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Children of the Corn


O primeiro filme da saga baseada numa pequena história do grande escritor de terror Stephen King com o mesmo nome. O filme foi um sucesso, conseguindo 14,5 milhões de dólares de bilheteira, com um orçamento de 800 mil dólares. As criticas ao filme têm sido mistas, não sendo o melhor filme baseado nas obras de Stephen King, mas mesmo assim conseguiu tornar-se um filme de culto.
A história relata a vida de uma vila que sofreu um ataque pelo um grupo religioso constituído por crianças, matando todos os adultos dessa vila. O enredo continua quando Vicky e Burn depois de se perderem na estrada chegam à vila e percebem que algo se passa, tendo de enfrentar o grupo radical com ajuda de dois irmãos que não quiseram participar no grupo, para conseguir sair daquele lugar vivos.
Este é daqueles filmes clássicos de culto que até são difíceis de encontrar e que nos aguça o interesse por isso mesmo, mas quando o conseguimos ver tudo é explicado, pois este não é um filme comum de terror, um filme que tenha imagens que assustem ou cenas chocantes, mas, e muito ao estilo de Stephen King, o terror está no conceito e no psicológico, mostrando que o fanatismo, principalmente religioso, pode chegar a acções extremas, sendo difícil fazer quem participa mudar de ideias. O filme em si é interessante e conta uma história bem contada que nos faz pedir mais, não tanto como os que nos deram, mas sim mais um ou dois filmes para explorar melhor os conceitos aqui apresentados, o filme peca pela a sua fraca qualidade gráfica quando tiveram de utilizar efeitos especiais e os poucos pormenores de terror que apresenta. Este filme é bom para se conseguir arranjar e se coleccionar pela a sua raridade e pelo culto que existe à volta da saga.


Pontos Positivos:
- História
- Personagens
- Cenários

Pontos Negativos:
- Efeitos
- Terror

Rate: 6.5/10

7 comentários:

  1. É um 4.5/10 no meu livro.
    A história e a atmosfera são boas mas os efeitos especiais, a falta do sentimento de terror e o aborrecimento enorme que é ver o desenvolvimento deste filme tornam-no memorável mas pelas piores razões...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Antes de mais obrigado pelo comentário e opinião.

      E concordo parcialmente, pois os pontos chaves são esses, mas também são comuns na obra de Stephen King, por exemplo The Shinning não passa de uma família isolada num hotel a não fazem nada até se começarem a passar da cabeça, e não deixa de ser considerado como um grande filme, ou o Carrie que quem leu o livro sabe que não existe maneira nenhum de fazer um bom filme, pois a história é relatada de uma maneira peculiar. Por isso é que avisei na minha crítica que não se tratava de um filme comum de terror e só quem está familiarizado com este tipo é reconhece muitos dos pormenores e conceitos do género que passam ao lado de quem não conhece muito sobre os filmes que são baseados nas obras de Stephen King. Mas e para ajudar, por alguma razão o filme começou a sair do circuito e a tornar-se raro, exactamente porque o público não achou muito interessante, e as sequelas também não ajudaram, e isso é que faz muitas vezes os filmes serem de culto, mais pela raridade do que pela qualidade, o que é absurdo.

      Cumprimentos

      Eliminar
    2. Perdi totalmente a vontade de ver as sequelas porque de facto fiquei desapontado.
      Entendo o seu ponto de vista!

      Se estiver interessado em ler opiniões diferentes pode seguir a minha recente página:
      https://www.facebook.com/visaodeumcritico/

      Irei ler e opinar um pouco mais sobre o seu trabalho,
      Viva o terror!

      Eliminar
    3. Estás à vontade. Sempre que puder vou dando uma olhadela no teu trabalho.

      Mas olha que ser crítico às vezes não é fácil temos de ver muitos filmes maus para poder falar e analisar os filmes, e olha que no terror há muita coisa fraquinha. Além de ter de aprender muitas coisas técnicas de cinema para poder fazer a melhor análise possível, tendo em conta que cada género tem a suas técnicas e características.

      Eliminar
    4. Já agora se quiseres podes seguir a minha página:

      https://www.facebook.com/criticascommedo/

      Eliminar
    5. As minhas críticas são direcionadas para a experiência que tive com o filme, assim como o comentário social que muitas vezes lhe é inerente.
      Mas obviamente que o lado técnico pode fazer ou desfazer um filme e devemos ter atenção a todos os aspetos!

      Eliminar